Skip to content
16 de abril de 2013 / 'Pássaros Coloridos'

9)-“GOSTO DA TUA COMPANHIA”- DIA DOS NAMORADOS

NOTAS DO BLOG:

GOSTO DA TUA COMPANHIA 
Amor, neste dia, nosso dia, aproveitaremos
cada segundo, para comemorar com muitos
carinhos. Os teus pensamentos em mim, os
meus pensamentos em ti. Hoje, o dia será
só nosso. Quero cruzar meus braços em
teus ombros, para tocar nos teus cabelos,
colar meu rosto no teu, e no calor de tua
pele, inspirar o teu cheiro, o melhor
perfume do mundo. Passaremos o dia, em
férias de amor. Hoje, só o amanhecer irá
nos separar. Ficaremos sós, até que,
nosso dia especial se finde. Seremos um,
e não dois. Os agrados, serão maiores
e melhores. Hoje, será só amor! Será o
dia mais feliz, porque, se estamos
juntinhos é só prazer. Celebremos este
dia, amor! Tudo é graça. A elegância,
será o melhor vinho. A felicidade
parecerá eterna. Olha! Amanheceu!
Fortalecido, com saudades de
ontem, este amor segue, porque um dia,
os muitos olhares, o desejo, nos aproximou.
Sinto a tua falta. Gosto da tua companhia.
Amor é isto.

Aut.- Evanil Moura

Presente – Wallpaper(plano de fundo)-clique na foto para obter uma melhor imagem

Fotos 'Evanil' 378 (87) - Cópia - Cópia - Cópia

__________________________________________________________________________

 Brasil registra nascimento de filhotes de ararinha-azul depois de 14 anos

arara2

Duas aves nasceram em centro de conservação do interior de São Paulo. Espécie é considerada ameaçada de extinção, também no cativeiro no país.

Exemplares de ararinha-azul nasceram em outubro em um centro de conservação no interior de São Paulo (Foto: Divulgação/ICMBio). O nascimento de dois filhotes de ararinha-azul (Cyanopsitta spixii) no Brasil, espécie ameaçada de extinção, quebrou um jejum de 14 anos sem que fosse registrada no país a reprodução desta ave em cativeiro. De acordo com o Instituto Chico Mendes (ICMBio), ligado ao Ministério do Meio Ambiente, os filhotes nasceram em um criadouro científico do interior de São Paulo no final de outubro, mas a informação só foi divulgada nesta semana pelo órgão. Os pássaros têm cerca de nove semanas e resultam de um trabalho de pesquisadores para aumentar a população desses animais na natureza. A última reprodução em cativeiro feita no Brasil foi há 14 anos.

ImageProxy

Primeira experiência A primeira experiência de reintrodução das ararinhas na natureza, desde que haja condições (com o aumento da população em cativeiro), está prevista para ocorrer até 2017, segundo o ICMBio. A espécie é natural de uma área de caatinga no sertão da Bahia, mas não é vista na região desde 2000.

ararinha1ararinha2

Fonte:    Globo.com

_____________________________________

 TUDO SOBRE A “ARARINHA AZUL”

Segundo informações do governo (IBAMA) trata-se de espécie com população muito pequena e rara desde 1819, data em que foi encontrada e coletada, pela primeira vez, por Johan Baptist Von Spix em Juazeiro, Bahia. Entre 1985 a 1988, o ornitólogo suiço Paul Roth, percorreu extensas áreas, onde havia informações de ocorrência da espécie nos estados de Tocantins, Maranhão, Piauí, Pernambuco e Bahia e realmente encontrou a espécie na natureza. Em 1986, Roth encontrou 3 exemplares selvagens no Município de Curuçá – BA. Dos três, o casal nidificou em 1986, mas os filhotes foram roubados pelo tráfico. Em 1987 um dos três desapareceu e o casal, que sobrou tornou a nidificar e a fêmea foi capturada enquanto chocava os ovos, pelo tráfico. O último exemplar selvagem foi usado para acasalamentos  na década de 1990 e desapareceu de vez, no final do ano 2000 depois de tentativas de acasalamentos, pelo governo(IBAMA), que designou 1 biólogo e muitos estudantes, que lutaram pela reentrodução(sem sucesso) da espécie, na natureza.  Agora, com cativeiros em zoológicos no Recife e São Paulo, em conjunto com instituições internacionais, para o aumento da população, e depois treiná-las  a adaptação selvagem. -Um tema palpitante, para muitos, e complicado, para quem deseja informar. A impressão que se tem ‘O Intituto Brasileiro do Meio Ambiente’ não tem interesse tornar público a ‘Situação atual da ararinha azul’. São dez anos de silêncio comparando com a animada e agitada aventura, peripécias das tentativas de acasalamento na selva, fora do viveiro, na década de 90. O que se sabe é que existem pouco mais de 60 exemplares criados no cativeiro, a maioria fora do Brasil. Nome popular: ararinha-azul  –  Nome científico: Cyanopsitta spixii  – Comprimento:  55  a  57 cm  –  Peso:  296  a  400 g.  –  Cor:  totalmente azul, sendo que na cabeça o tom é um pouco mais  claro(pálido) e nas asas o tom é mais escuro  –  Distribuição geográfica: Curuçá, cidade ao norte da Bahia  –  Habitat: Mata de galeria onde predomina a caraíba(Tabebuia caraíba)  –  Alimentação: Pinhão(Jatropha mollissima), favela, baraúva, caraibeira  –  Status: Considerada extina na natureza (CITES I). Existe um grupo de estudos com esforços internacionais para a recuperação da espécie coordenado pelo IBAMA. Os efeitos positivos de real envolvimento da população local promovidos pelo IBAMA em Curuçá na Bahia, ainda são efetivos e ao mesmo tempo que se busca o aumento da população em cativeiro, se conserva o habitat específico, visando futuras reintroduções.
 __________________________________
NOVO PROJETO PARA DEVOLVER A ESPÉCIE À NATUREZA
ARARINHA AZUL Vem aí! Um novo projeto para devolver a espécie à natureza
A espécie será reentroduzida à natureza com um novo projeto, já anunciado!! Ainda bem. Desde a década de 1990, última tentativa, que os fãs da ararinha aguardam notícias e novas tentativas de devollvê-la à natureza. Restam hoje 79 aves em cativeiro. São três as instituições envolvidas com o novo projeto: Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade em parceria com a Vale, o Fundo Brasileiro para a Biodiversidade e a ONG Save Brasil. Elas pretendem reunir criadores espalhados pelo mundo e soltar 20 ararinhas na natureza até 2017, já adaptadas ao ambiente selvagem desde filhotes. Não vai ser fácil. A ararinha pareia só com um parceiro durante toda vida. Esse o Mistério da pequena população dessas aves. Já em 1819 o naturalista alemão Johan Baptist Von Spix considerou essa espécie rara ao registrar sua existência na região norte da Bahia. Com a caça e a destruição de seu habitat o desmatamento das matas de galeria, que margeiam os rios da região da caatinga nordestina, as aves sumiram.
-Notícias colhidas de conhecida revista semanal – ‘Revista Época’
 2_foto-galeria-materia-620-2b
________________________________                                             

UM SHOW   INUSITADO(descrição)                                     

Divide-se a vida em felizes momentos, bons

momentos, momentos, maus momentos. Nada melhor  para esquecer

problemas,  que habituar-se a cultuar os personagens da ‘feirinha do

supermercado’. Puxa-se a cancela da fazenda e descortina-se um

ambiente de distensão,  saboroso, onde  estão  alimentos preciosos, em

falta em casa. Imediatamente depara-se com berinjelas, quiabos, jilós,

despejados.  Bebe-se o suco de maçãs,  abacaxís,  melões  variados e a

cobiçada ‘laranja seleta’. Enchem a boca d’água, cajás, morangos,

tangerinas, e uvas variegadas. Lembram um bom doce, goiabas,

abóboras, de tão vermelhas. Espigas de milho, delícia de creme-papa!

E os dietéticos  caquís, papaia, abacate. Não  esquecer-se  a  dulcíssima

banana-maçã  e  as  apetitosas  pêras , de delicada fragrância , como que

a  gritar ,  comprem-nos!   O brilho e a cor das jaboticabas, atraem que

nem garota morena! O incrível, inexplicável jenipapo, que licor!  Oh!

benéfico ‘Rei dos Ácidos’ limão, aclama-se! Trancos , cotoveladas,

apertos na concorrida banca de verduras.  Sempre  atrai, nos tubérculos

o inhame,  a  beterraba,  russa  exterior ,  mas  de  inigualável colorido

interior. Aos autores e diretores que suaram para apresentar esse

show diurno de um mundo de células vegetais a pulsar envelopadas

entre quatro paredes, aplausos!

E. M.

___________________        

                                  DOCE,  É  TE  OUVIR  PRONUNCIAR  MEU  NOME!

Se o motivo deste site fosse só escrever não faltariam assuntos, temas para um editorial diário (Motivos não me permitem continuar escrevendo neste Blog). Estas linhas estão saindo para alertar algo valioso: saudadar, cumprimentar, vizinhos, conhecidos. O bem que se faz, retorna.Todos nós esperamos por uma saudação carinhosa, um oi! Um olá! Opa! Oba! Acompanhado da pronúncia de nosso nome, portanto, deveríamos lembrar sempre que possível, de enfeitar a face com um sorriso acompanhado da pronúncia do nome de quem cumprimentamos. As pessoas adoram ouvir a pronúncia de seus nomes, seja no supermercado, na rua, bar, em casa, em frente de casa, vizinhos…Um cumprimento assim, desfaz dúvidas, cativa, autoestima, ameniza a dor de alguém. Certa vez, cumprimentei um pobre que parecia pedir esmolas: como vai amigo, José! Agora estou bem, o senhor falou  ‘josé’ e me chamou de amigo, não quero nenhuma ajuda, o senhor já me ajudou me chamando de ‘amigo’. Segui em frente e mandei alguém voltar  lá para entregar uma boa ajuda ao nosso amigo. “Doce é ouvir alguém pronunciar o nosso nome!”

E. M.                         -11/03/2014

_______________
               NEYMAR, FRED E CIA.  –   (COPA DAS CONFEDERAÇÕES DA FIFA)
.
70abcc0222936fd8a74f20a8a9eed401

Como disse nosso literato: ‘Um país se faz com homens e livros’. Alcançaria mais

ênfase se acrescentasse ‘livros e esportes’. Imprescindível na construção de um país.

esportes, saúde dos nove aos noventa. Livros e esporte caminham juntos. As  

competições e torneios internacionais, unem os povos. Aqui a interessante ‘Mni-

-Copa’ do esporte mundial, começou . Descontração total, pára tudo, olhos no vídeo

e no rádio. Como nas festas de ‘Dezembro’,  a ‘Mini-Copa’, com seu futebol selecio-

nado, técnico, está impregnando o povo com a magia do espetáculo de lindos

jogos. Todos de verde-amarelo para o show das estrelas, num relax total. 

você?  Esqueça, e venha torcer com agente!

___________________________________________________________________________

/Fotos sem nome do autor, autor ainda não encontrado/
Consultas: Comitê Brasileiro de Registros ornitológicos
Projeto Arara Azul-
Girafamania(Página antiga)
                          
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: